(81) 3268-1931 | (81) 3040-0479

Acontece no CASAFORTE

Mensageiro da Família: Como desenvolver a paciência nas crianças e nos adolescentes.

01/06/2021 às 09:50h

     Vivemos em uma sociedade onde o estresse e a frustração nos dominam de tal forma que, por vezes, perdemos o controle dos nossos pensamentos e ações. A chave para lidar com isso está na gestão das emoções e no controle da situação. Sabemos, também, que faz parte da natureza dos adolescentes e dos jovens a impaciência e o imediatismo. Pegando emprestado do cantor pernambucano Lenine, “O mundo vai girando cada vez mais veloz / A gente espera do mundo e o mundo espera de nós / Um pouco mais de paciência.” 

     E o que épaciência? Paciência é um recurso que o cérebro explora para nos ajudar a desenvolver e manter a tolerância. É uma habilidade socioemocional que precisa ser do tempo e da espera conquistada. Assim, nossa missão, enquanto pais e escola, é trabalhar esse processo de entendimento desde cedo e de forma gradativa. Os estudantes que desenvolvem a qualidade da paciência têm múltiplos benefícios nos estudos e em várias outras facetas de suas vidas, como - por exemplo - nas relações sociais. Entender o grau de maturidade da criança e do adolescente é importante para valorizar o desenvolvimento das habilidades da paciência e da tolerância. 

   Nos adolescentes e jovens, especialmente, a sensação de urgência e de imediatismo, no dia a dia, provoca ansiedade e estresse, porém é essencial aprender a viver sem atropelar os fatos e pensamentos, aproveitando as oportunidades no momento em que elas ocorrem, sabendo analisar e, consequentemente, tomar decisões corretas. Já a criança, na Educação Infantil, por exemplo, ainda tem um alto nível de egocentrismo e uma grande necessidade de que toda a atenção lhe seja dedicada, o que demanda incentivos adequados nessa faixa etária. 

     Então, que tal treinar essa virtude brincando? Confira as sugestões:

      • Dar tempo ao tempo. Mais fácil do que ensinar a uma criança que ela precisa esperar por outra ou por um adulto, é mostrar a ela a paciência com as coisas da natureza. Plantar é uma brincadeira bem divertida e que trabalha justamente com essa espera. Você pode começar com o feijão, que germina facilmente no algodão molhado em três dias. Tudo que você precisa é de algodão molhado, feijão, pote e um lugar perto da janela.

     • Jogos de Tabuleiro. Começando com os simples jogos de dados, os jogos de tabuleiro são muito bons para ensinar às crianças que elas precisam esperar a sua vez para jogar. E é importante ler ou esclarecer as regras antes do início do jogo. A amarelinha funciona da mesma forma. É importante usar essas atividades no processo de educar.

    • História incompleta (“Técnica da Sherazade”). Se você tem o saudável hábito de ler um livro ou de contar uma história para as crianças, adotar em alguns momentos a “Técnica da Sherazade” também ajuda no exercício da paciência e a controlar a ansiedade. Funciona assim: em lugar de ler o livro todo, você para em um determinado ponto e avisa que continuará no dia seguinte. Fica o suspense... e, o mais importante disso, é você cumprir o combinado. 

     Por fim, uma coisa que é muito importante, quando se trata de ensinar paciência às crianças e aos adolescentes, é saber respeitar a faixa etária e o limite delas para isso. Então, ensine-os a esperar, mas por períodos mais curtos de tempo de cada vez. Estimule-os a tentar se colocar no lugar do outro. E atenda ao que eles pedem. Com isso, eles aprenderão que a paciência gera algum benefício. Paciência: nem sempre a temos quando precisamos, e assim também acontece com as crianças. Então, que tal treinar essa virtude brincando?

 

Fonte: - https://soumamae.com.br/por-que-e-importante-cultivar-a-paciencia-nas-criancas/ https://lunetas.com.br/

tres-brincadeiras-que-ajudam-as-criancas-exercitarem-a-paciencia/ Material Adaptado.

 Orientação Educacional – Psicologia

 Gestão Educacional

Imagem: Amanda Carvalho

 

Outras notícias

© Todos os direitos reservados.

Ensino Fundamental (do 1º ao 9º anos) e Educação Infantil - Regimento Escolar Substitutivo
Portaria SSE/PE - N.º 6012 de 18 de outubro de 2019 - Publicada no D.O.E de 19 outubro de 2019.